InvisionFree - Free Forum Hosting
Free Forums with no limits on posts or members.

Learn More · Sign-up Now
Welcome to Fairy Tail Adventure. We hope you enjoy your visit.

You're currently viewing our forum as a guest. This means you are limited to certain areas of the board and there are some features you can't use. If you join our community, you'll be able to access member-only sections, and use many member-only features such as customizing your profile, sending personal messages, and voting in polls. Registration is simple, fast, and completely free.

Join our community!

If you're already a member please log in to your account to access all of our features:

Name:   Password:


Bem vindos ao Fairy Tail Adventure. Está pronto para um novo mundo de Aventuras onde somente os magos lideram?!

Se quiser sobreviver seja forte!


fichas

Regras

Att.

aventuras

guilds

Image and video hosting by TinyPic
Image and video hosting by TinyPic


Chronos


Anxin


Ordo Gladium



Amarin


Caso queira ser parceiro do fórum, poste na área de Parceiras o pedido e adicione o nosso button em seu site, fórum ou qualquer outro tipo de página.
Nosso Button!





Todo conteúdo do fórum pertence a Equipe FTA, não copie.

Skin editada por Spit e Hayato.

Este fórum é sustentado pelos esforços da Equipe fairy Tail Adventure e por todos seus jogadores, que mantém este fórum vivo.

Agradecimentos especiais a Yumih, Kitsu, Spit e ao Ozzy que idealizou e criou este fórum.

*Melhor visualizado com qualquer navegador tirando o Internet Explorer em resolução 1024X768

 
   Add Reply New Topic New Poll

 Amamri saMsaraNa, A realidade sobre os Imortais
Raron
Posted: Jan 5 2012, 08:42 AM


Lord Death Knight
Group Icon

Group: Amamri
Posts: 857
Member No.: 12
Joined: 20-February 11




Prelúdio: A tumba oceânica


Estes relatos remontam o surgimento da guilda das trevas conhecida como Amamri, seus reais objetivos e convicções estão diretamente atrelados ao seu líder e os fundadores da mesma. Pare entender melhor o que se passa, um pequeno relato começará a ser contado, e muito agora será revelado...

Muitos anos atrás quando, o maior vilão que o mundo já encarou foi o mago conhecido por Zeref, havia poucas substâncias ou magias que poderiam tratar com a morte, em suas pesquisas Zeref conseguira fazer algumas lacrimas necromantes, mas nenhuma delas havia sido implantada com sucesso, pois as condições para a criação de um morto vivo consciente não eram conhecidas, e assim essas lacrimas se perderam, as que sobraram são como peças de arte antiga, apesar do grande poder não passam de peças de decoração, já que não se sabe ao certo o modo de usá-las.

Após o incidente que resultou na morte de seus familiares e quase a sua própria, Raron Kiensko estava afundando no mar, quando seu corpo batia no leito do mar e por acaso do destino, uma dessas lacrimas necromantes se prendia na cabeça deste quase cadáver que outrora foi o comerciante Raron Kiensko.

A condição que antes não era conhecida havia sido atendida, o cadáver precisava ser “fresco” e o dono dele deveria querer voltar à vida com uma vontade impressionante, assim Raron se via novamente dentro de seu corpo, que no momento parecia apenas um esqueleto, para melhorar esta situação ele instintivamente, começa a despedaçar os peixes que se alimentavam dele e aproveitar seus ossos, fazendo um novo corpo para si, feito inteiramente de ossos e enquanto isso acontecia, a lacrima se alojava no centro de seu crânio dando a figura que se formava dois olhos vermelhos.

Um ser nascido para se vingar agora caminhava perdido no leito marinho a procura de um meio de chegar à superfície, por já estar no fundo do mar, não tinha como conseguir nadar até a superfície, Raron caminha sem um rumo certo, mas algo latejando em sua cabeça o faz ir na direção oeste, onde se encontra o Reino de Fiore. Após dias caminhando ele encontra um barco que havia acabado de afundar, nele estava um cavaleiro com o corpo todo queimado dentro de uma armadura completa, ele tinha uma Katana ao seu lado, no entanto esta estava quebrada, esta seria então a nova “roupa” de Raron.

Depois de vagar por quase três meses, Raron vê uma âncora, e decide subir por ela, ao chegar no topo sobe no convés, e os poucos tripulantes que vislumbram seu rosto sem o elmo, fogem perplexos do horror que avistam, e assim um a um os tripulantes daquele barco pesqueiro pulam fora do barco.

Como era um experiente marinheiro maneja o barco com maestria, chegando ao porto de Red Beach, ao ancorar ele deixa o barco e parte para um local interior do continente. Quando acha uma caverna isolada começa a treinar, e a partir deste momento ele consegue manipular a energia mágica que acumulava em seu corpo, e assim externá-la na forma de objetos. De maneira autodidata Raron começa a invocar suas magias, e sempre que pode vai até a cidade mais próxima de onde está, que é Era. Para conseguir informações sobre os assassinos de sua existência, o contratante e a guilda que foi responsável por toda a tragédia desse homem.

No entanto, graças a sua horrenda aparência, mesmo escondida pela armadura, o esqueleto consegue muito pouco, mas o suficiente para um começo. Fica sabendo das grandes organizações mágicas de Fiore o Conselho e a Imperium, e como costumam agir. O velho fica estarrecido com a guerra fria que existe atualmente entre estas duas facções, que não dão o último passo pura e simplesmente por cautela e respeito, mas comodidade é o que passa na cabeça de Raron, esta situação é muito cômoda para ambas, as duas se utilizando de seus peões não se enfrentam diretamente, e ainda conduzem seus verdadeiros planos, realmente um poder mesquinho e vulgar, daí nasce a idéia da guilda. Dentro do conselho Raron não seria bem visto de cara pelo que era, fora que os meios que precisava agir dentro dessa organização fariam com que ele demorasse décadas para conseguir completar seu intento. Então uma afiliação a Imperium seria o mais adequado. O que faria a partir de agora traria vergonha ao nome de sua família, então em um devaneio surge em sua mente, ele mesmo não era mais um ser humano, assim nasce neste momento Raron Shava, o cadáver que anda...


[spoiler]Ainda terão alguns capítulos, que serão gradativamente postados, peço que não haja postagens aqui, muito agradecido, e espero que gostem do que está por vir.[/spoiler]


--------------------
Conviver com diferenças pode ser difícil, ser a diferença as vezes é decisivo.

user posted image
user posted image


Ficha do Personagem
Narração
Pensameno

Fala do Personagem
Música Tema
Raron
Posted: Jan 14 2012, 10:02 AM


Lord Death Knight
Group Icon

Group: Amamri
Posts: 857
Member No.: 12
Joined: 20-February 11




Capítulo I
A perversão do metal...



Uma criança nasce na capital Era, assim como muitas outras, o seu futuro seria brilhante, desde pequeno com seus brinquedos educativos, fazia obras com eles não meros encaixes. Sua infância seria marcada por um acidente que levaria parte de sua personalidade criativa. Aos cinco anos de idade enquanto brincava dentro de casa um combate mágico ocorria, a casa do jovem foi completamente destruída, seus pais se feriram gravemente entrando em coma e o garotol perdeu o braço esquerdo e a perna esquerda.

A criança fora levada para a casa de parentes que tiveram grandes dificuldades em criar o jovem e cuidar de seus pais, mas o amor dedicado a ambos era mais uma pena velada do que um cuidado afetivo, assim o garoto foi crescendo se tornado bem malicioso e usando sua inteligência para fins sempre perniciosos e que levavam a tristeza de todos, aos seus dezesseis anos ele conheceu o universo feminino e a beleza das mulheres, em Era dificilmente não se encontraria mulheres bonitas, a cidade era muito grande. Logo era uma figura rejeitada tanto por sua deficiência quanto por sua malícia.

Aos seus dezenove anos seus pais finalmente morreram, após tantos anos em coma eles não resistiram mais, nem sequer acordaram, talvez não quisessem ver seu filho, ou o que ele se tornara. Mesmo com seus impedimentos físicos o garoto resolve abandonar sua família adotiva e se dedicar a magia, e junto a outros magos consegue desenvolver um estilo único de magia, que lhe rende a possibilidade de conseguir de volta os membros que perdera.

Os outros magos, o ajudaram bastante até que ótimas próteses foram criadas para seu braço esquerdo, com o sucesso do braço a perna esquerda também não demorou, o sucesso era tamanho que eles se viram com possibilidades imensas de ganhos financeiros, mas o jovem mago queria tudo para si, agora que podia se mover, ele esperou que todos estivessem no laboratório e explodiu o recinto, o mas a ambição falou alto demais, ele modificou também seu braço direito e perna direita, além de grande parte do tórax, mas com isso ele não havia percebido que o funcionamento das peças de seu corpo só ocorria por ele ser uma mago, e ser usuário de Mecânika só facilitava as coisas, e só percebeu isso com experimentos feitos em outros seres vivos em uma torre que construiu, bem longe de Era. Desde então, tenta fazer suas próteses de maneiras diferentes, e vai criando outros experimentos com seu tempo...

O sonho da maior parte das pessoas é ser reconhecida, ser imortalizada, ou simplesmente deixar uma marca para que possam ser sempre lembradas, de maneira positiva, ou negativa. Apesar desses pensamentos, alguns se preocupam apenas em perdurar para todo o sempre, ou ao menos estender suas existências o máximo que puderem. Cada pessoa ao almejar os intuitos já citados, tem certamente os seus motivos particulares...

Tudo começou com uma triste história que faz parte do passado do líder da guilda Raron Shava, a história em si não faz parte dos autos da guilda, apensas o intuito do líder é bem conhecido, ao montar a guilda ele pretende angariar informações, isso é tudo que se sabe até este momento. Mesmo quando procurou a Impérium para a formação da guilda os líderes poucos líderes que o receberam, apenas lhe deram o aval pensando que seria uma guilda pequena e sem sentido, mas o motivo obscuro era observar a criatura que o líder da Amamri era, um esqueleto vivo com consciência, mas para oficializar o pedido, era preciso que Raron conseguisse membros e uma sede para a guilda, a Imperium requisitou três membros, o real motivo disso ninguém sabe...

Com o a possibilidade de criação da guilda, Raron encontra um local que parece uma grande torre de relógio nos arredores de Freesia Town, ele ainda não tinha nenhum membro junto a ele, o que era preocupante, precisava de ao menos de mais duas pessoas. No entanto, talvez estivesse sendo seguido para ser estudado pela Imperium. Esse fato não incomodava o cavaleiro, mas talvez lhe fosse útil.

Na torre do relógio estava um homem bem estanho, mas com um grande conhecimento, do qual o esqueleto vivo não tinha conhecimento, mas Raron queria aquele local para ser a cede da guilda. Então sem o elmo de sua armadura adentra o local para espantar seus habitantes, após verificar cômodo por cômodo o único local onde havia pessoas, na verdade uma pessoa era o laboratório no segundo subsolo, os dois se encaram e um estranho ar começa a se formar no local. Apesar da figura ser humana aquele homem que habitava a torre possuía partes feitas de metal, e era bem assustador, fato que deixa os dois se olhando por alguns instantes, e o ar pesado se torna quente com o início de uma batalha.

Força é demonstrada por ambos, o cavaleiro apesar de vencer no fim das contas ficou muito ferido, mas mesmo com os golpes que dera em seu adversário, eles não foram capazes de matá-lo, ambos eram criaturas incompreendidas no mundo e ao invés de exterminar o dono da torre Raron começa uma conversa.


user posted image


Raron: - Eu sou Raron Shava. Qual és sua graça ser de metal, és usuário de uma magia muito incomum, como pôde perceber apesar de minha forma hedionda, ainda sou em parte humano como tu o és. O que achas de nos juntarmos, fazemos deste local nossa base e expandir nossas existências a partir daqui.

user posted image


Shoval Mastran: - Meu nome é Shoval Mastran, estou aqui desde que perdi meu foco, e por meus conhecimentos mágicos consegui um novo intento, mas desde então fui considerado um estranho, uma aberração e minha própria curiosidade me deixou deste jeito com mais partes metálicas. A proposta me parece bem interessante, ainda mais porque não pretendo deixar que minhas invenções fiquem aqui mofando sem utilidade.

user posted image


Raron: - Hoje sou parte de um dos grandes órgãos mágicos do continente de Fiore, o primeiro se diz organizar a justiça, fato que me faria levar tempo demais para cumprir meu objetivo, já o segundo a Imperium, do qual faço parte, irá me facilitar e muito meu trabalho, ainda mais que a liberdade que as regras da Imperium me dão para a realização de meu objetivo são bem mais interessantes, quero matar um comerciante e toda sua árvore genealógica além de querer exterminar uma guilda, mas ambos preciso descobrir ainda quem são, e não me importa o tempo que isso leve irei realizar meus intentos. Mas creio que acabar com o continente inteiro seja mais aprazível, e e seus itens podem ser comercializados diretamente com a Imperium e pelo que vejo neste laboratório, não são somente itens de feira, HAHAHAHA...

user posted image


Shoval: - Seria muito bom vendê-los e ter o reconhecimento real pelo que EU criei, me parece que agora temos um belo acordo.

user posted image


Raron: - Sim mas precisamos de mais uma pessoa para iniciar a Amamri, ou melhor dizendo nossa busca por vingança e imortalidade, mas com um local tudo ficará mais fácil, ao menos eu acredito. Vamos lacrar a torre e procurar por mais alguém, assim poderemos voltar com o aval de criação da guilda...


Após esse diálogo Raron e Shoval partem em busca de mais uma pessoa que poderá compor a guilda e iniciar o terror ou reconhecimento que será a Amamri...

This post has been edited by Raron on Jan 14 2012, 10:02 AM


--------------------
Conviver com diferenças pode ser difícil, ser a diferença as vezes é decisivo.

user posted image
user posted image


Ficha do Personagem
Narração
Pensameno

Fala do Personagem
Música Tema
Raron
Posted: Jan 29 2012, 07:23 PM


Lord Death Knight
Group Icon

Group: Amamri
Posts: 857
Member No.: 12
Joined: 20-February 11




Capítulo II
Intruder o último fundador...



A caminhada de duas formas de vida tão peculiares logo chamou a atenção de muitas pessoas em Freesia Town, então o quanto antes um trem foi tomado com destino incerto. A primeira cidade que eles chegassem seria a que lhes traia a sorte ou o infortúnio, mas esta era a aposta que todos os seres viventes faziam todos os dias, e mesmo elas podiam ser mesuradas por vários meios. Fé, sorte, destino, a gama de escolhas era realmente grande, mas algumas chamas brilham diferentes, e o que guiava aqueles dois seres agora eram a vingança e a ambição.

O trem então para em Hosenka, e o tempo começava a urgir de maneira incontrlável, Raron e Shoval tinha exatos dois dias para encontrar o terceiro membro para fundar a guilda, e além de encontrar teriam de se dirigir até Red Beach, ou não conseguiriam entrar em contato com os membros da Imperium que ficaram de dar o último aval para a fundação da guilda.

A noite era tranquila, e mesmo figuras peculiares como aqueles dois magos, passavam parcialmente incógnitas, já que estavam em um centro de entretenimento, e eram facilmente confundidos com atores ou figurantes de algumas das casas noturnas ou teatros locais.

A busca ficava desesperadora, apenas bêbados, e turistas perambulavam pelas ruas até que andando pelas ruas mais próximas da periferia, em uma rua afastada e com pouca luminosidade um homem muito ferido estava apoiado na parede.


user posted image


Ingran: - Gentis senhores, não sou do tipo que costuma pedir ajuda, mas creio que não tenho muito tempo, meu nome é Ingran.

user posted image


Shoval: - Podemos dizer o mesmo, nosso tempo também é muito importante, então você devia nos convencer de que isso que nos pede, vale a pena.

Raron apenas observava o que apenas havia se tornado um diálogo, por fim o jovem rapaz não vê outra alternativa a não ser empreender um esforço que poderia levá-lo a morte, não pelo que estava para fazer, mas o resultado de sua magia normalmente não lhe dava convites para festas e sim olhares de repudio e até agressividade, o que deve ter acontecido neste momento.

user posted image


Ingran: - Não se assustem esse efeito enegrecido é apenas estético, pois o que verão agora é uma demonstração de que o que me é necessário são curativos, APENAS. Muito bem grandão que me questionou seu nome é Shoval Mastran, um dos precursores em sistemas de próteses. Humm uma quase celebridade. Quanto ao companheiro armadurado ali, um nobre de Turívia, que desapareceu em um naufrágio há oitenta anos... Espera aí você não devia conseguir andar com algo assim... Ai... Esforço demais...

user posted image


Raron: - Vamos levá-lo, creio que encontramos nosso homem, para se arriscar do jeito que ele fez, certamente não tem nada que o segure aqui. Peguemos um trem para Red Beach, sei que você pode cuidar dele com sua magia, ao menos de modo segura para lhe garantir a vida.

Assim um trem é pego e viajando no vagão de cargas, Shoval de maneira bem precária fecha os ferimentos do rapaz, o que deve se constatar nada de sério, mas ele havia apanhado muito e certamente não tinha noção do quanto ferido estava. No caminho, Raron explica a Ingran sobre os preceitos da guilda que estão fundando, de início o jovem é contra, pois ele não queria ser reconhecido ou afamado, muito menos viver para sempre, apesar de buscar uma certa imortalidade também.

user posted image


Ingran: - A ideia agrada só que do meu jeito, eu quero poder conhecer tudo que for possível nesse mundo, e minha magia me dá as ferramentas para isso, mas eu preciso de um guia, coisas para procurar, e estar em sua guilda ainda mais que ela trata de assuntos obscuros, que geram redes de busca mais ricas que não são amplamente divulgadas, isso realmente me agrada. Então nestas condições eu vou para guilda, para tomar conhecimento de tudo que me requisitarem, e por favor me requisitem sempre coisas bem diferentes...

A cidade de parada Red Beach, todos vão para o local indicado, e apenas um homem está esperando por eles, pronto a falar e até curioso para que os demais membros da guilda do esqueleto se apresentem.

user posted image


Alucard: - A são vocês? Melhor dizendo quem são vocês, porque o olhos vermelhos falaram para que eu o encontrasse, então, Senhor Raron, tens cinco minutos para me convencer, se o conseguir tem mais uma condição...

Continua...


--------------------
Conviver com diferenças pode ser difícil, ser a diferença as vezes é decisivo.

user posted image
user posted image


Ficha do Personagem
Narração
Pensameno

Fala do Personagem
Música Tema
Raron
Posted: Feb 17 2012, 08:49 AM


Lord Death Knight
Group Icon

Group: Amamri
Posts: 857
Member No.: 12
Joined: 20-February 11




Capítulo III
O acordo com o diabo, e uma baixa... temporária!?...



O local era lúgubre um barracão abandonado que parecia um estaleiro, apenas duas luzes vacilantes e que estavam a se movimentar como pêndulos, uma acima do grupo e outra acima de Alucard, a cena era aterradora, vários corpos estavam no chão, possivelmente trabalhadores que estavam no local errado na hora errada. Os segundos agora eram preciosos, a fala de Raron culminaria na abertura da guilda ou no fim da vida daqueles três magos, se bem que Ingran não estava em grandes condições mesmo, e sua situação já era precária. As palavras do pretenso líder da mais nova guilda pertencente a Imperium eram proferidas.

user posted image


Raron: - Muito obrigado por estar aqui e nos recepcionar, como foi dito anteriormente, eu procurei e encontrei vocês da Imperium, com o intuito de formar uma guilda, mas ao contrário do que pensava antes era necessário, o local e uma certa quantidade de membros já estarem dispostos a formá-la, no tempo requerido, eis-me aqui com os dois membros, e a localização da guilda, que será em Freesia. Sei que alguns ficaram curiosos com a minha condição de existência e por isso resolveram apostar, mas já adianto que pouco sei do processo que me "gerou".

user posted image


Ingran: - Hummm... Bem que desconfiei que não devia ser o dono real dessa armadura e que os olhos vermelhos estão muito estranhos. Vou pesquisar bastante sobre você e sua condição, Raron, pode apostar.

user posted image


Alucard: - CHEGA! Como disse Raron podia falar, mas parece que temos um candidato a condição que eu tenho, que na verdade é uma condição de outro membro da Imperium. Estamos cansados das guildas que se afiliam a nós apenas com brutamontes e assassinos de aluguel sem nenhuma massa encefálica. Você vem aqui e me apresenta um dos mais renomados cientistas de Fiore que inventou as primeiras próteses mágicas, e ao que me parece um usuário de Archive Magic. Realmente me surpreendeu, pois me falaram que você era um ex-equip, e são raros os magos deste estilo que usam a cabeça. Geralmente seus equipamentos só estão preocupados em defender o corpo e causar o maior estrago possível, não que eu seja tão diferente assim. Então seus nomes por favor, novamente só o líder fale, não estou com muito tempo.

user posted image


Raron: - Raron Shava, sou eu. Shoval Mastran como já disse ter ouvido falar. Este é Ingran Truder.

user posted image


Alucard: - Bom, condições atendidas e até uma leve surpresa. Me parece que será realmente acertado aceitarmos vocês. Agora a condição, que na verdade é uma imposição, que será explicada com mais detalhes a quem precisa ouvir, que no caso é o escolhido pelas observações que me foram passadas e o premiado foi Rokudo Mukuro, ele quer expandir o leque de seus lacaios e trená-los bem então, você será arrastado por mim...


user posted image


Com esta última fala Alucard levanta sua pistola e atira contra Ingran, que cai desacordado, Raron e Shoval se assustam com isso e partem para ver como o companheiro estava, mas estava sem nenhum ferimento, porém descordado e nenhuma bala podia ser encontrada. Com isso Alucard se aproxima e diz as últimas palavras que seguiriam antes das missões chegarem a Amamri que acabara de ser aceita.

user posted image


Alucard: - Rokudo Mukuro precisa dele para treiná-lo, ou simplesmente melhorar suas habilidades, e como estava ferido achei o mais interessante para pegar, ele será tipo um "refém" de luxo, caso sua guilda prospere, logo ele voltará e integrará uma guilda consolidada e terá possibilidade de deixá-la mais forte. Agora é com vocês dois, fundem essa tal Amamri, ou seja lá qual for o nome, tragam fama para Imperium e não se esqueçam, é a nós que vocês respondem, o loirinho está com a gente viu, até breve, ou quando for necessário...

Alucard saia carregando o corpo de Ingran, que estava desacordado, restava agora os últimos combinados entre Shoval e Raron, para definir as principais diretrizes, e a escolha de novos membros para guilda, esse processo precisava acontecer logo, já que a vida dos dois e a de Ingran, dependiam do sucesso da Amamri...


--------------------
Conviver com diferenças pode ser difícil, ser a diferença as vezes é decisivo.

user posted image
user posted image


Ficha do Personagem
Narração
Pensameno

Fala do Personagem
Música Tema
Raron
Posted: Mar 1 2012, 08:19 AM


Lord Death Knight
Group Icon

Group: Amamri
Posts: 857
Member No.: 12
Joined: 20-February 11




Capítulo IV - Final
O início da vingança e ambição, o nascimento da Amamri ou na língua de Turívia: Amamri saMsaraNa



Tudo acontecia rápido demais, Alucard começava sua caminhada, e nem Shoval nem Raron tinham qualquer condição de ir contra uma pessoa tão poderosa, o que restava aos dois agora era apenas uma lembrança de um mago que ficou pouquíssimo tempo com eles, mas mesmo a associação entre aqueles dois magos não era longa, e por conta disso ambos se olhavam com certa desconfiança, mas agora Ingran dependia inteiramente deles, e apesar de tudo, Raron era um homem que costumava manter a sua palavra.

user posted image


Raron: - Não há outro jeito, o que podemos fazer é tornar a guilda grande o suficiente para a volta de Ingran, e torcer para que ele não fique muito bravo com isso, apesar de que dentre os três que estavam aqui, ele parecia o que teria mais vontade de ter acesso a membros como os da Imperium, apesar de não ter gostado da explicação, os motivos intrínsecos ao fato, tornaram esta a escolha mais adequada.

user posted image


Shoval: - Apesar de tudo concordo com você, tenho muita coisa a alterar no prédio e por consequência disso na guilda, é hora de fundarmos algo grande, e com esse primeiro contato agora poderei negociar diretamente com a Imperium os itens que produzo, e o melhor, por conta dos métodos que uso para fabricação, poderei continuar tranquilamente, já que não faço as coisas do jeito mais cientificamente ético. Vamos Raron hora de voltar.


Com isso os dois voltavam para a guilda, ou melhor no momento apenas “Endless Time”. Shoval tornou o local um reduto tecnológico, um dos poucos locais em Fiore totalmente automatizados, desde a entrada da guilda que reconhecia detalhes especiais nas tatuagens dos membros, até mesmo auxiliares mecânicos que são responsáveis pela arrumação dos ambientes.

Após isso, vários membros foram sendo aderidos a guilda, e até alguns foram eliminados, a história não se resume a isso, pois cada um busca a imortalidade ao seu jeito, ou simplesmente se encaixava nos aspectos ocultos da guilda. Dentre estes membros podemos citar; Akuto Hyou um dos magos mais fortes e convictos da guilda, Asmita o fogo que conduz os inimigos às cinzas, Akemi Hana a bela musa dos devaneios, Áster Xavier o alterador do espaço tempo, Aisaka Yui a tormenta aquática entre outros.

Apesar de fiel a instituição e aos meios de como essa age, Raron queria sua vingança, e para isso queria também instalar uma nova ordem dentro da própria Imperium, substituir o maior número possível de seus líderes por magos de confiança do esqueleto vivo, ou seja, membros de sua guilda. Para que no futuro pudesse finalmente deflagrar a grande guerra entre Conselho mágico e Imperium, para que Fiore ruísse, ou a Imperium tomasse conta e implantasse uma nova ordem a ser seguida. O que importa é acabar com a Fiore que existe hoje.


user posted image


Ingran acaba de retornar a guilda, e novas mudanças estão para acontecer, seriam eles boas ou ruins?...

user posted image


Ingran: - O que será que tenho de novo para a guilda? Segredos que só os membros da Amamri vão saber...



--------------------
Conviver com diferenças pode ser difícil, ser a diferença as vezes é decisivo.

user posted image
user posted image


Ficha do Personagem
Narração
Pensameno

Fala do Personagem
Música Tema
InvisionFree - Free Forum Hosting
Create a free forum in seconds.
Learn More · Sign-up for Free

 Topic Options  Add Reply  Fast Reply New Topic New Poll




Hosted for free by InvisionFree* (Terms of Use: Updated 2/10/2010) | Powered by Invision Power Board v1.3 Final © 2003 IPS, Inc.
Page creation time: 0.1422 seconds | Archive
Fuck Black Ass, FTA! skin por Hayato e Rand (Vulgo Spitfire =O ) Designer do FTA.