InvisionFree - Free Forum Hosting
Fully Featured & Customizable Free Forums

Learn More · Register for Free
Welcome to Digital Survivor. We hope you enjoy your visit.


You're currently viewing our forum as a guest. This means you are limited to certain areas of the board and there are some features you can't use. If you join our community, you'll be able to access member-only sections, and use many member-only features such as customizing your profile, sending personal messages, and voting in polls. Registration is simple, fast, and completely free.


Join our community!


If you're already a member please log in to your account to access all of our features:

Name:   Password:


Pages: (3) [1] 2 3  ( Go to first unread post )

 A primeira queda e os primeiros passos
Keiichi
Posted: Jan 3 2011, 08:12 PM



Group Icon

Group: Estagiários
Posts: 56
Member No.: 13
Joined: 2-January 11



15h10..


*Keiichi estava lá naquela cerimonia chata, ele rezava para que algo o tirasse dali. Suas preces foram atendidas, alguém ligou para o seu celular, ele não conhecia o numero, mas deveria ser alguma garota. Rapidamente ele desceu até a entrada do prédio para retornar a ligação.

15h15..


*Keiichi tirou seu celular do bolso da sua jaqueta, discou para o numero e levou o celular até o rosto.O celular chamou uma vez...

15h16..


*Na segunda, Keiichi estava paralisado. O jovem não conseguia nem piscar, do horizonte raios verdes vinham na direção do garoto, formando um túnel em volta dele. Para as outras pessoas, o garoto se desfazia em pequenos quadrados brilhante na cor verde que eram sugados pelo aparelho celular.

Digimundo


*O jovem não sabia quanto tempo havia se passado, ele acordou sonolento e tentou se levantar, ele ficou sentado. Enquanto a sua visão desembaçava, ele levou a mão esquerda até a cabeça, e sentiu um peso não-familiar, era um tipo de relógio...Mas aquilo não estava ali antes

- Que diabos..Quando?-

*Ainda perdido e desorientado, ele começou a olhar em volta agora com a visão quase normal, tentando se situar.

===============


QUOTE (Legenda)
*Ação*
-Fala-
"Pensamento"

se quiser que eu troque é só dizer \o


--------------------
user posted image
user posted image
Ring~
Posted: Jan 4 2011, 03:57 PM



Group Icon

Group: Game Masters
Posts: 50
Member No.: 7
Joined: 1-January 11



QUOTE
Quando pôde se levantar para examinar melhor o local, Keiichi se viu perdido em meio a árvores, alguns arbustos e pedras. Estava obviamente no meio de uma floresta. Sua mente entrou em colapso por alguns segundos: como estaria em um floresta se a pouco estava na cerimônia?... Para sua sorte, parecia ter caído bem no meio de uma trilha. Por um lado, ela ia até um local que aparentava ser mais iluminado, talvez o fim daquela floresta densa; do outro já parecia estar indo floresta adentro. Ao examinar o local com um olhar mais profundo, percebeu que haviam bananas penduradas em algumas árvores, mas não eram bananas verdes, tampouco amarelas: eram bananas vermelhas, acompanhadas de outras que tinham uma coloração mais arroxeada. A árvore que detinha essas frutas não era tão alta, mas seria preciso escalá-la

Antes que pudesse fazer alguma coisa, o rapaz escutou uma espécie de bater de asas. Parecia incrivelmente próximo... Ao olhar na direção da trilha que parecia ir floresta adentro, Keiichi pode observar seres pequenos, fofinhos, de pés e braços - se é que eram isso - pequenos, com uma coloração creme mesclado com um laranja, grandes olhos azuis e asinhas de morcego laranjas que pareciam sair de suas cabeças, como se fossem orelhas. Aquelas pequenas criaturas voavam a no máximo um metro do chão, passando e ignorando o rapaz, seguindo na direção oposta da trilha.

O que eram aquelas coisas? Ele nunca as tinha visto em lugar algum. Não pareciam morcegos, alias, não pareciam com nenhum animal que já tivesse visto.... Onde ele estava? O que eram aquelas coisas?... E o melhor: o que ele deveria fazer? Seus objetos eletrônicos não funcionavam, ele parecia estar isento de trabalhar com qualquer coisa da civilização...

O local estava claro, era possível notar a luz do sol penetrando por entre as copas das árvores. Para onde ir? Para o lado que parecia seguir para dentro da floresta; ou para o caminho que parecia levar à liberdade daquele mar verde?
Keiichi
Posted: Jan 4 2011, 09:55 PM



Group Icon

Group: Estagiários
Posts: 56
Member No.: 13
Joined: 2-January 11



*Keiichi foi bombardeado por eventos estranhos, primeiro foi transportado sem qualquer preparo para uma floresta estranha, acordou com um relógio que nunca havia visto antes preso ao seu braço, ele tentou tira-lo mais não havia nenhum feixe, só a pulseira metálica. Logo em seguida, sem descanso, se deparou com bananas nada convencionais, ele conhecia melancias quadradas e similares, mas nunca ouviu falar de bananas vermelhas, tampouco bananas roxas.O garoto estava em choque, "Que diabos está acontecendo?" pensava Keiichi, por um momento ele esqueceu o que parecia o fim da trilha, mesmo que seus instintos fossem contra, ele precisava entender tais frutas.
Esse era o seu pensamento, colher amostra de tal anormalidade, até que, antes que pudesse se mexer, foi surpreendido por um som que lhe era estranhamente familiar, o jovem recuou tentando se esconder, deveria ser algum animal selvagem,ele olhou para a trilha na direção da floresta e, se não bastasse a flora incomum, agora a fauna se mostrava.. Diferente.
Keiichi estava perplexo, boquiaberto, ele não entendia o que estava acontecendo, começou a cogitar a possibilidade de que alienígenas existiam e que ele foi de alguma forma abduzido. Imagens do túnel de luzes verde surgiram em sua mente, uma gota de suor escorreu pelo seu rosto. Ele olhou para a trilha que levava a possível saída da floresta, mas no fim, foi na direção oposta.
Keiichi tentava se manter um pouco afastado das criaturas, podiam se parecer como bichinhos de pelúcia vivos, mas ele não os conhecia,não mesmo, podiam ser extremamente perigosos. Keiichi queria ser furtivo, se mantinha atento para não perde-los de vista, tomando cuidado para não ser notado, mas, acima de tudo, ele se mantinha focado na trilha, seria um problema muito grande se ele perdesse o que parecia ser sua única saída daquela floresta, apesar de sentir que conseguiria respostas com tais criaturas.


This post has been edited by Keiichi on Jan 5 2011, 01:27 AM


--------------------
user posted image
user posted image
Ring~
Posted: Jan 5 2011, 08:20 AM



Group Icon

Group: Game Masters
Posts: 50
Member No.: 7
Joined: 1-January 11



QUOTE
Diferente dos animais que pareciam seguir para fora daquela floresta, Keiichi opta por seguir floresta adentro. Conforme seus passos o levavam naquela direção, o lugar parecia ficar um pouco mais escuro, já que a floresta também parecia ficar um pouco mais densa. O silêncio se tornou absoluto, quebrado às vezes por barulhos de algo se remexendo no alto das árvores, quebrando alguns galhos e derrubando algumas folhas. O que era mais assustador é que aquele som, que se repetia periódicamente, parecia estar seguindo o rapaz pela lateral da trilha. Mesmo que examinasse com atenção o local, não conseguia identificar o que pudesse ser a causa daquele barulho que um tanto quanto assustador naquele cenário.

Em meio à procura da origem do som, Keiichi notou que mais algumas árvores carregavam aquelas bananas de coloração estranha; outras tinham cogumelos aos esus pés, cogumelos meio avermelhados com algumas manchas brancas; e outra pareecia portar o que deveriam ser mangas, ou qualquer coisa parecida, a julgar pelo seu tamanho e formato. Mas elas pareciam levemente mais vermelhas e vivas do que mangas comuns... O som que parecia estar perseguindo Keiichi cessara: seja lá o que pudesse ter feito aquilo, ou fora para outra direção ou então, estava parado, oculto nos arbustos que acompanhavam aquela trilha. Será que valia a pena parar de andar para examinar aquelas frutas e fungos?
Keiichi
Posted: Jan 5 2011, 05:21 PM



Group Icon

Group: Estagiários
Posts: 56
Member No.: 13
Joined: 2-January 11



*Keiichi seguiu até um certo ponto da floresta até que novamente se deparou com arvores com frutos estranhos. Ele olhou em volta rapidamente, a tempo ele ouvia barulhos que pareciam estar seguindo-o.*

"Será que eu entrei no território de algum animal? .. Melhor eu voltar.."

*Keiichi se virou para voltar na trilha e seguir a mesma direção dos "animais" que havia avistado anteriormente. Se ele estava no local de caça de algum outro, precisava sair dali rápido.
*Keiichi não era do tipo curioso, porém, naquele momento, algo finalmente havia atiçado a sua curiosidade em anos. Escalar arvores era fácil para ele, ele voltou para colher uma amostra daquilo quer parecia ser uma manga.*


--------------------
user posted image
user posted image
Ring~
Posted: Jan 5 2011, 06:15 PM



Group Icon

Group: Game Masters
Posts: 50
Member No.: 7
Joined: 1-January 11



QUOTE
Sua curiosidade o levara a voltar àquelas árvores com supostos alimentos estranhos, mas, quando começou a escalar cuidadosamente a árvore, sentiu-se empurrado e logo viu seu glúteo encostar com força no chão. A dor fora momentânea e logo passou. Quando levantou a cabeça para ver o que, ou quem, o teria empurrado, uma visão um tanto quanto aterradora o acobertara. Uma criatura amarelada, sem pernas, com braços esqueléticos e uma dentição privilegiada - que permitia que sua língua escapasse ilesa pelos dentes - estava pegando a manga que Keiichi pretendia pegar. Ele estendeu os braços - que possuíam várias pulseiras de couro pretas, com fivelas prateadas - e usou os dedos esqueléticos - alguns portavam anéis também preateados - para entregar o fruto para uma outra criatura que parecia estar escondida atrás de um estranho "topete"...

[???????]: Olha só que nós achamos aqui. Essa criatura esquisita queria pegar nossa comida!

Quando falava, o corpo daquela criatura parecia até mesmo se separar, como se os dentes fossem os limites entre as partes superior e inferior do corpo. Já naquele momento, Keiichi começou a perceber que seu relógio parecia emitir um estranho apito. Tirando sua atenção daquela criatura estranha - mas que não passava exatamente uma personalidade aterradora - o rapaz pôde olhar para o relógio por alguns momentos, uma palavra veio de súbito a sua mente: digivice. Digivice? O que era isso?... Talvez por instinto, ou talvez para tentar parar com aquele barulho irritante, Por sorte, apertou em um dos botões laterais do relógio e o apito parou, mas uma voz meio robótica e feminina tomou o ar.

[Digivice?]: Analisador Digimon ativado. Digimon encontrado: Sukamon, digimon vírus em fase adulta.
[Sukamon?]: Como é? Ele sabe quem eu sou? Que tipo de digimon é você?

Nesse momento, a outra criatura se revelara, saindo de trás do topete do tal "Sukamon". Era um ratinho roxo, pequeno... Aquele estranho relógio, que por alguma razão parecia ter o nome de digivice começara a apitar de novo e, repetindo o processo de apertar o mesmo botão, a voz feminina soara novamente.

[Digivice?]: Analisador digimon ativado, digimon encontrado: Chuumon, digimon vírus em fase criança.
[Chuumon?]: Ah, Sukamon. Não importa se esse digimon sabe quem nós somos. Ele tentou roubar nossa comida, nada mais justo que nós devolvamos o favor!

...MAS QUE DIABOS! O que era tudo aquilo? Digivice, digimon? O que significavam esses termos? O que estava acontecendo?... Seria aquele território daquele estranho... animal?... Ou melhor, daquele estranho... digimon?
Keiichi
Posted: Jan 5 2011, 07:53 PM



Group Icon

Group: Estagiários
Posts: 56
Member No.: 13
Joined: 2-January 11



*Keiichi sentiu uma dor leve quando caiu, mas não disse um único "ai", ele levantou o rosto um pouco irritado para reclamar com quem o derrubou, puro reflexo. Mas se assustou quando viu aquela criatura estranha lhe ameaçando. Ao ver o formato e as joias, Keiichi se lembrou da expressão "Isso não passa de excremento polido". Keiichi deu um sorriso, singelo, a criatura nem deveria ter percebido.
"Devo estar delirando..."
*Pensou o garoto, mas a sua linha de raciocínio foi quebrada quando um pequeno bip, Keiichi olhou para a tela, escrituras esquisitas eram mostradas, era uma língua que ele não conhecia, uma palavra surgiu em sua mente "..Digi..Vice.." *Logo em seguida, os glifos se transformaram na mesma palavra. O apito continuava, Keiichi apertou aleatoriamente um dos botões, então, uma voz feminina surgiu, dando informações daquela criatura e logo em seguida a que apareceu depois, Keiichi apertou o mesmo botão para ter certeza que aquele botão acionava tal função de enciclopédia.
*Keiichi se levantou, bateu nas suas roupas de leve para tirar a terra, e em seguida levantou as mãos até a altura do peitoral num gesto de "não quero briga"


-Desculpe senhor "Scum-mon"... Eu não tinha a intenção de furtar os seus pertences... *Ele não tinha prestado atenção na analise, os últimos minutos haviam sido bem traumatizantes, ele nem estava pensando direito -..Eu também não sei o que é um "digimon"..Por isso eu não posso responder corretamente a sua per...- *Nesse momento, uma luz se acendeu na cabeça de Keiichi.Só agora ele percebeu que estava se comunicando verbalmente com as criaturas, elas eram, de alguma forma, inteligente, poderia conseguir algumas respostas, Keiichi parecia um tanto quanto feliz e surpreso ao mesmo tempo.*

-Você...Você entende o que eu digo? Você sabe onde estamos? Sabe como sair daqui?-


===
mudei a cor da fala de azul pra branco, axo q assim fica melhor de ler \o


--------------------
user posted image
user posted image
Ring~
Posted: Jan 5 2011, 08:12 PM



Group Icon

Group: Game Masters
Posts: 50
Member No.: 7
Joined: 1-January 11



QUOTE
[Chuumon]: Ele ainda está falando?! Vamos puni-lo logo!
[Sukamon]: Exatamente, Chuumon!

Aqueles duas criaturas - supostamente "digimons" - pareciam ignorar completamente as demais colocações de Keiichi. Parecia que entendiam o rapaz  de maneira errada e não gostavam nem um pouco da sua presença, praticamente ignorando as tentativas de "contato amigável". A criatura amarelada colocou a mão atrás das costas e fez uma cara meio feia por menos do que um segundo, voltando com algo que pareceria ser uma tortinha de chantily... Isso é, se daquela distância não liberasse um odor de cocô e não fosse rosada. Sukamon parecia rir do que se seguiria, colocando a mão livre nas costas e tirando outra daquela coisa fedorenta aparentemente do nada.

[Chuumon]: Sukamon, ataque! Ataque! Vamos pegar esse ladrãozinho mau-educado!
[Sukamon]: POOP!

Sem mais nem menos, a criatura nojenta jogara aquelas coisas esquisitas nas proximidades de Keiichi, que pudera sentir de perto aquele odor de fezes. Aquele "digimon" parecia estar bem armado de um estoque infinito de fezes, retirando mais duas e rindo de leve, parecia adorar aquela situação ridícula... Mas a situação estava tendendo ao pior... Keiichi estava prestes a tomar um belo banho de bosta.
Keiichi
Posted: Jan 5 2011, 08:30 PM



Group Icon

Group: Estagiários
Posts: 56
Member No.: 13
Joined: 2-January 11



*Keiichi parecia perplexo quando viu aquele "item" na mão da criatura amarela, ele sabia o que era aquilo, mas não queria acreditar, até que tal coisa grotesca foi arremessado perto dele, e ele pode sentir aquele cheiro horrível.

-Filho da.. Cara.. Você precisa se cuidar..Você está podre!-

*Keiichi cobre o nariz e a boca com a mão direita, a sua primeira ideia foi sair dali, nenhuma informação valia aquele preço, mas no fim, o seu orgulho falou mais alto "Ninguém joga cocô em Keiichi Walker!"

*Keiichi correu na direção daquele animal e saltou, tentando acertar uma voadora nele, não se importava em ser atingido por aquela substância, depois achava um riacho e se lavava ou qualquer coisa. Seus anos estudando artes marciais deveriam valer alguma coisa, pelo menos precisava proteger seu orgulho.

-Seu cocô de merda mandado por um rato!-


--------------------
user posted image
user posted image
Ring~
Posted: Jan 5 2011, 09:26 PM



Group Icon

Group: Game Masters
Posts: 50
Member No.: 7
Joined: 1-January 11



QUOTE
O ego nem sempre é a saída mais agradável, tampouco a mais cheirosa. Antes mesmo de poder ter alguma chance de pular para acertar uma voadora naquela criatura, Keiichi teve de mudar de rota e posição diversas vezes para escapar de um banho rosado. O rapaz estava de joelhos no chão, sem uma chance de se aproximar sem que ficasse com um cheiro insubstituível. Sukamon e Chuumon estavam em um galho um tanto quanto alto para ser alcançado com um pulo... A situação não era favorável, mas aqueles dois pelo menos não pareciam tão perigosos assim, já que só atiravam cocô.

[Chuumon]: Haha! Pobre digimon. Se não quiser tomar um banho de bosta, pode passar para cá tudo que você tem! Jóias, acessórios, tudo!
[Sukamon]: É! E eu não sou mandado por um rato! Chuumon é uma consciência confiável, verme insolente!
[???????]: Vermes insolentes são vocês, que representam perigo para essa floresta e para os viajantes!

Uma voz masculina, meio ecoada, soou pelo local. Era um tanto grossa e parecia vir de trás dos dois "digimons bandidos". Antes que Keiichi pudesse localizar a fonte da voz, um bastão dourado surgiu do nada, atingindo o digimon-bosta pelas costas e o derrubando no chão, fazendo com que suas próprias armas de ataque o cercassem, deixando-o com um cheiro característico. Do alto das árvores descia uma figura um tanto quanto celestial: era um homem bastante musculoso que vestia alguns turbantes azuis; nas costas, seis asas de pássaro brancas - semelhantes às dos anjos cristãos - faziam-o planar até o chão. Ele segurava um bastão dourado e seu capacete metálico impedia que seus olhos fossem vistos e, embora sem abertura, ele parecia enxergar com perfeição. O homem tinha um longo cabelo liso e alaranjado.

[???????]: Podem levá-lo! Vamos, devemos designar um novo lar para essa dupla de encrenqueiros. O Domo de Cristal não pode ficar rodeado desses ladinos.

Ao som da voz celeste, um grupo de quatro daqueles morceguinhos laranjas de antes surgiram, voando por cima de Keiichi, que ainda estava no chão. Eles se colocaram em posição losangular em volta de Sukamon e Chuumon, que haviam se levantado e olhavam meio que temerosos para o "anjo da guarda" que havia aparecido. Praguejando pelo próprio destino, os seis digimons começaram a andar na direção da trilha pela qual os "morcegos" haviam vindo, na direção da saída da floresta. Quase que simultaneamente, o relógio - por alguma razão chamado "digivice" - começara a apitar de novo: e o rapaz já sabia o que fazer.

[Digivice]: Analisador digimon ativado, novos digimons encontrados: Patamon, digimon vacina em estágio criança; Angemon. digimon vacina em estádio adulto.

Aquele anjo se aproximara de Keiichi planando, sem ao menos tocar o chão. Parecia cheio de si, ou talvez seu aspecto celeste desse essa impressão. Mas sua voz se veria gentil e amistosa para com o humano, como se veria a seguir.

[Angemon?]: Olá, jovem digimon. Você está bem? Me chamo Angemon, qual o seu nome? De onde veio? Não parece uma criatura típica desta região e não me recordo de algum digimon parecido com você.

Mas o que diabos?... Pelo menos, agora parecia que havia alguém disposto a ajudar, alguém que não só podia entender o que Keiichi era capaz de fazer, mas alguém disposto a tentar se comunicar amistosamente com um total estranho.
Keiichi
Posted: Jan 5 2011, 09:43 PM



Group Icon

Group: Estagiários
Posts: 56
Member No.: 13
Joined: 2-January 11



*Keiichi suspirou aliviado, seu orgulho não estava intacto, mas também não havia sido destruído, e acima de tudo, continuava cheiroso, talvez nem tanto quanto antes, mas ainda sim, melhor do que aquelas criaturas nojentas. Keiichi ficou admirado com a figura angelical e imponente que estava diante dele, seus olhos vibravam. Ainda não entendia o que estava acontecendo, mas pelo menos dessa vez não seria atacado com fezes. Keiichi se curvou levemente para Angemon após seu relógio lhe dar as informações, aquele gesto era pra mostrar respeito, ele levantou sua cabeça, falando educadamente

-Obrigado pela sua ajuda... Me chamo Keiichi Walker...Eu não sei responder sua pergunta..Sobre que tipo de digimon eu sou..Eu não sei o que é isso...Se não for pedir muito, poderia me responder algumas perguntas? Onde eu estou? Como saio daqui?- *Keiichi parou por um instante e raciocinou,chegou a conclusão de que algo era mais importante ser descoberto naquele momento* -...O que é "Digimon"?

This post has been edited by Keiichi on Jan 5 2011, 09:44 PM


--------------------
user posted image
user posted image
Ring~
Posted: Jan 6 2011, 10:12 AM



Group Icon

Group: Game Masters
Posts: 50
Member No.: 7
Joined: 1-January 11



QUOTE
[Angemon]: Keiichi Walker? Tem certeza de que você não é um Keiichiwalkermon?... - O celeste levou a mão livre à cabeça, parecendo refletir por alguns minutos conforme Keiichi o bombardeava de perguntas - Bom, de certo não é pedir muito, mas parece que você realmente ou é muito novo, ou de alguma maneira perdeu a memória, eu não sei. Se você não é um digimon, isso pode ser um assunto sério. Você está nas proximidades do Domo de Cristal, a área mais pacífica e corretamente regida do Mundo Digital. Nós, digimons, somos os seres que habitam esse mundo: um mundo feito de dados. Se você não é um digimon, como pode ao menos existir aqui?

Aquilo fora de imediato um choque para Keiichi. Angemon afirmava que eles estavam em um mundo de dados, mas dados do que, de computador?! Como ele poderia estar em um mundo "imaginário", falando e conversando com "criaturas imaginárias" que eram dotadas de consciência própria?! Com calma, Walker pôde colocar as informações de maneira organizada na cabeça: ele estava em um mundo digital, habitado por esses digimons, que provavelmente seriam criaturas digitais. Mas como?! Como ele poderia ter ido parar ali? Será que aquela estranha luz que vira há algum tempo poderia ter haver com isso?... Era tanta informação que seu cérebro ligou o alerta de confusão mental em estágio perigoso.

[Angemon]: Bom... Keiichi Walker... Ou seja lá qual for seu verdadeiro nome ou o que você for. Você não parece agressivo, então posso te oferecer uma ajuda, com uma condição: você poderia me acompanhar até nossa casa, o domo de cristal, e falar com nosso mestre de pesquisas, Wisemon? Gostaríamos de saber o que você exatamente é para podermos catalogar.

Outra coisa curiosa parecia aparecer na mente de Keiichi... Todas as criaturas tinham seu nome terminado pelo sufixo mon?... Então, o que ele significaria?...
Keiichi
Posted: Jan 6 2011, 05:32 PM



Group Icon

Group: Estagiários
Posts: 56
Member No.: 13
Joined: 2-January 11



*As perguntas de Keiichi foram respondidas, mas isso não significava que a sua confusão teria passado ou que novas perguntas não foram levantadas. Keiichi se manteve serio, sua mente trabalhava organizando as peças daquele quebra cabeça.

"Mundo digital? Como vim parar aqui?.. Pelo celular, aquele túnel verde.. Preciso descobrir de que forma isso aconteceu, por quê estou aqui e o mais importante, como voltar para o meu mundo. "Digimons", seres feitos de dados.. "Digi" é óbvio que é contração de digital.. O "mon" deve ser de monstro...

*A cabeça de Keiichi trabalhava bem, mas ele precisaria de um pouco mais de tempo, ele agora precisava dar uma resposta a Angemon, ele franziu o cenho quando o ser colocou sua condição, Keiichi não gostou nada daquilo, não sabia se estava sendo enganado de alguma forma, nada lhe garantia que não seria preso para ser usado como cobaia, esse tipo de preocupação se passava na cabeça do jovem, porém, aquela parecia ser a sua melhor opção naquele momento.

-Se não for pedir muito, passarei uma ou duas noites na sua cidade, e o seu senhor poderá me fazer qualquer pergunta que ele quiser, será um prazer ajudar quem me ajudou, por favor, mostre-me o caminho..-

*Keiichi mostrou gratidão mais uma vez, e ficou esperando que Angemon fosse na frente para poder segui-lo*


--------------------
user posted image
user posted image
Ring~
Posted: Jan 6 2011, 09:58 PM



Group Icon

Group: Game Masters
Posts: 50
Member No.: 7
Joined: 1-January 11



QUOTE
[Angemon]: Entendo. Por favor, me acompanhe ao domo de cristal.

Angemon bateu suas seis asas de uma maneira leve e simples, subindo mais um pouco no ar e começando a planar na mesma direção de que aquelas demais criaturas, Patamons, haviam saído levando Sukamon e Chuumon. Aquele homem, ou melhor, aquele digimon, parecia ser um defensor da justiça... Ou essa era a impressão que passava. Enquanto o acompanhava, Keiichi pôde sentir-se seguro, parecia que não enfrentaria novos perigos, pelo menos por enquanto. Após algum tempo andando, a semi-escuridão florestal deu vazão para uma luz infindável do sol que iluminava uma belíssima planície. A distância, Keiichi pôde ver uma espécie de domo transparente com vários prédios dentro dele, provavelmente aquele era o tal domo de cristal.

[Angemon]: Devemos demorar alguns minutos para chegarmos lá. Se quiser aproveitar a paisagem enquanto isso...

O local em volta parecia ser uma bela planície, com grama baixa, mas bastante verde. Em alguns lugares a planície era bordejada por uma faixa estreita de floresta, que, segundo Angemon comentara depois, era onde digimons como Sukamon e Chuumon gostavam de se esconder para fazer viajantes de tolos, impondo taxas que nunca existiram e coisas do gênero. Ao olhar para o céu sem núvens, Keiichi pode notar que vários Angemons voavam em alta velocidade na direção do domo, passando sem perceber que os dois se dirigiam na mesma direção.

[Angemon]: Aqueles Angemons estão carregando digimons jovens, em fase de bebê. Eles são trazidos da Vila do Início até o domo de cristal para serem criados como digimons inteligentes, para que evoluam de maneira correta.

Hum? Evoluir de maneira correta? Keiichi notava que os digimons pareciam ter fases, assim como os humanos: bebê, criança, adulto... Será que eles podiam crescer de maneira diferente? Será que um digimon não necessariamente se transformava de uma mesma forma? Alias, como será que ocorria essa transição de fases?... Eram criaturas estranhas, confusas, muito enigmáticas para se entender em um dia só. A proximidade com o domo de cristal se reduzia pouco a pouco, até que finalmente pareciam ter chegado a um portão de metal que era dividido em duas placas. Ao lado da porta, dois seres que lembravam a robôs estavam em guarda, mas pareciam respeitar a aproximação de Angemon, embora tenham se mostrado um tanto inquietos quando notaram a presença do humano. O apito e a reação foram quase instantâneos.

[Digivice]: Analisador digimon ativado, digimon encontrado: Guardromon, digimon vírus em estágio adulto.
[Angemon]: Guardromons, sou Angemon da Guarda Celeste. Trago um visitante para Wisemon. Gostaria de pedir permissão para passar.

Os robôs pareciam intrigados, mas aceitaram sem relutar ao pedido de Angemon. Um sinal baixo soara e as portas de metal se abriram em duas placas que deslizavam para os lados. Angemon entrou planando no domo de cristal, parando e se virando, estendendo a mão para Keiichi, como que o convidando a entrar.
Keiichi
Posted: Jan 6 2011, 11:39 PM



Group Icon

Group: Estagiários
Posts: 56
Member No.: 13
Joined: 2-January 11



*O ar fresco era realmente revigorante para Keiichi, o ar condicionado do prédio que estava antes de ser transportado realmente o incomodava. Ar natural realmente fazia sua cabeça funcionar. Quanto mais Angemon falava, mais perguntas surgiam na cabeça do jovem, ele apenas as armazenava em sua mente, como uma lista, Wisemon deveria saber responder melhor, pelo menos parecia ser um dos que possuía conhecimento ali.
*Se aproximando do domo, Keiichi notou que dois seres que pareciam robôs estavam de guarda, ele iniciou a Data Analysis.Raciocinando enquanto entrava no domo e seguia Angemon.Ele cumprimentou os guardas com um "boa tarde" ao passar por eles.*


"Então quer dizer que também existe esse tipo de "digimon"...Dos 5 que eu encontrei, 3 eram do tipo vírus e dois do tipo vacina..Talvez sejam dois grupos e ambos se dividem em estágios de evolução.. Vivenciei criança e adulto, Angemon acabou de dizer que também há o tipo bebê..Ah, e o mais importante, o nome de todos parece terminar em "mon"...

-Sem querer se atrevido ou inconveniente... Você poderia me dizer algo sobre esse Wisemon? Que tipo de pes.. digimon ele é?... Eu gostaria de dizer também que enquanto eu estiver hospedado aqui,para agradecer a hospitalidade,eu gostaria de ajudar com qualquer coisa, não só com a catalogamento do Wisemon...-

============
Então, meu personagem é um gênio, mais chegado para cálculos, mas na minha interpretação ele está apenas organizando o pensamento, juntando as informações que ele conseguiu e fazendo suposições '-'
Se você achar que eu tou exagerando e colocando meus conhecimentos de player no meu personagem, eu paro \o


--------------------
user posted image
user posted image
0 User(s) are reading this topic (0 Guests and 0 Anonymous Users)
0 Members:
DealsFor.me - The best sales, coupons, and discounts for you

Pages: (3) [1] 2 3 



Chat

Parceiros

Hosted for free by InvisionFree* (Terms of Use: Updated 2/10/2010) | Powered by Invision Power Board v1.3 Final © 2003 IPS, Inc.
Page creation time: 0.3291 seconds | Archive